PROCURE SOBRE UMA HISTÓRIA:

Barra horizontal

domingo, 16 de outubro de 2011

O inimigo secreto - Agatha Christie

Continuando o meu segundo desafio, o de ler todas as obras da rainha do crime, Agatha Christie, segui para o segundo da lista: "O inimigo secreto", que eu já tinha em casa e, tenho quase certeza, já tinha lido, uns bons dez anos atrás. Como não consegui me decidir até o final se tinha lido ou não, fui até o fim. O resultado foi muito melhor do que o primeiro livro da autora ("O misterioso caso de Styles").

Desta vez, Agatha dá uma folga para o monsieur Hercule Poirot e nos apresenta a dois novos detetives: Tuppence e Tommy. Os dois são jovens e desempregados. No meio da recessão, estão procurando de tudo para ganhar dinheiro. Enquanto Tommy economiza até o último penny, Tuppence investe em encontrar um marido rico que possa sustentá-la. É então que resolvem criar o Jovens Aventureiros Ldta, grupo de investigações privadas.

Anos antes, em um naufrágio durante a Primeira Guerra, uma moça recebe a perigosa incumbência de proteger um documento que pode influenciar no fim da guerra. O homem que lhe entrega os documentos não a conhece, mas aproveita que mulheres e crianças serão salvos primeiro para garantir que o documento fique a salvo.

Os dois jovens aventureiros acabam sendo contratados para investigar este caso. Várias vezes. Acontece que mais de um grupo de pessoas estão em busca do mesmo documento e da mesma moça, que aparentemente se chama Jane Finn. A principal dúvida é saber quem é bom e quem é mal nessa trama e, principalmente, quem é o Sr. Smith, provável chefe de uma das principais organizações que estão atrás do documento. Em pouco tempo, Tommy e Tuppence se vêem no meio de um problema muito maior do que julgavam ser capazes de resolver, e muito mais perigoso do que os dois jovens podem se proteger.

O final não é muito surpreendente, ou seja, é um daqueles livros em que você pode, sim, investigar junto com os detetives e chegar a uma conclusão. Fiquei entre dois suspeitos e, realmente, um deles era o Sr. Smith. Mesmo assim, é neste livro, muito mais que no primeiro, que Agatha mostra ao que veio no mundo do crime. Cheio de idas e vindas, de mistérios e de pistas soltas, "O inimigo secreto" é fundamental para quem gosta de boa espionagem.

3 comentários:

Raquel Linhares disse... [Responder comentário]

Parece ser interessante.

Pelo visto eu escolhi a dedo (podre) o primeiro livro da Agatha Christie, pq detestei com todas as minhas forças...

Lu disse... [Responder comentário]

Eu me interesso muito por esse contos e narrativas cheias de suspense, mas o único livro que já li de Agatha Christie (e isso é até vergonhoso de escrever) foi o "Misterioso Caso de Styles", que gostei bastante mas, a primeira impressão que tive foi de uma narrativa interessante, porém, que não chega aos pés do suspense de Sir Arthur Conan Doyle. Mas, considerando que não tenho base(ainda)para afirmar tal coisa, pretendo ler mais livros da autora e espero, sinceramente, mudar essa primeira impressão.

Julio Cesar Pereira disse... [Responder comentário]

Na versão que eu li, o nome do chefão era Sr. Brown. Gostei bastante do livro e já sou um leitor de Agatha Christie há algum tempo. Gosto muito de O Caso dos Dez Negrinhos, Os elefantes não esquecem e Assassinato no Expresso do Oriente.

Postar um comentário

O blog continua com a sua opinião.

Já conhecia o livro? O que achou dele?

Não tinha ouvido falar desse título ainda? Deu vontade de ler, certo?

Deixe seu comentário, isso faz o blog viver!

____________________________________________

Queremos uma interação maior com nossos leitores, por isso não aceitamos mais comentários anônimos.

Clique em increver-se por e-mail, assim será avisado sempre que um comentário for deixado na postagem. Uma pode ser a resposta para você.

Se quiser entrar em contato de maneira mais rápida, vá ao nosso Formulário de Contato.

Para parcerias leia aqui antes.