PROCURE SOBRE UMA HISTÓRIA:

Barra horizontal

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Um dia - David Nicholls

"Um dia" ficou na lista dos mais vendidos lá fora por um tempão. Aí chegou aqui e já foi para a lista dos mais vendidos também. Logo depois, anunciaram que ia virar filme. Alguma coisa ele tem, certo? Fiquei muito reticente até comprar esse livro, mas precisava saber o que é que todo mundo estava lendo. Ouvi muitas coisas boas sobre ele, gostei do marketing da Intrínseca e gostei do trailer, então, resolvi me render e dar uma chance ao David Nicholls.


A parte que mais vale a pena em "Um dia" é a forma. Cada capítulo conta o que está acontecendo na vida de Emma Morley e Dexter Mayhew no dia 15 de julho de cada ano, desde o ano em que eles se conhecem. Ou seja, entre cada capítulo se passa exatamente um ano de acontecimentos na vida dos dois, não necessariamente juntos.

Emma é do tipo certinha, revolucionária, que quer mudar o mundo, leitora assídua, realista, acaba em trabalhos como gerente de um restaurante mexicano de segunda e professora infantil, quando o que realmente quer é ser escritora. Dexter é do tipo festeiro, trabalha na televisão, geralmente em programas descolados, destinados ao público jovem, cheio de gírias, de baixa qualidade. Participa de festas de lançamentos e aniversários de pessoas conhecidas. Basicamente, os dois não combinam em nada. Mas acabam ligados durante toda a vida, por meio de cartões portais, cartas, telefonemas, restaurantes, brigas e tudo mais.

De modo geral, "Um dia" é um ótimo romance fofo para ser lido em menos de uma semana durante as suas férias, principalmente se você não quiser grandes reviravoltas literárias. A leitura é rápida, os personagens são cativantes e a história é romântica, mas não vai marcar a vida literária de quem está acostumado a ler muito. Porém, para cativar os mais românticos, dê uma olhada no trailer, que promete ser igualmente fofo, para ser assistido em casa, comendo pipoca no sofá.

1 comentários:

Raquel Linhares disse... [Responder comentário]

Interessou-me deveras!

Aniversário chegando, só um lembrete! hahahahaha

Postar um comentário

O blog continua com a sua opinião.

Já conhecia o livro? O que achou dele?

Não tinha ouvido falar desse título ainda? Deu vontade de ler, certo?

Deixe seu comentário, isso faz o blog viver!

____________________________________________

Queremos uma interação maior com nossos leitores, por isso não aceitamos mais comentários anônimos.

Clique em increver-se por e-mail, assim será avisado sempre que um comentário for deixado na postagem. Uma pode ser a resposta para você.

Se quiser entrar em contato de maneira mais rápida, vá ao nosso Formulário de Contato.

Para parcerias leia aqui antes.