PROCURE SOBRE UMA HISTÓRIA:

Barra horizontal

domingo, 17 de julho de 2011

Olhe nos meus olhos - John Elder Robinson

"Olhe nos meus olhos" é uma autobiografia de John Elder Robinson, portador da Síndrome de Asperger. Uma breve explicação: a Síndrome de Asperger é um grau mais leve de autismo, que foi reconhecida e classificada como transtorno mental a menos de 20 anos. Na época da infância e juventude de John, hoje com 54 anos, não havia o diagnóstico deste transtorno e ele nos conta como foi sua vida sem saber da sua condição. 

John era de uma família que tinha tudo para ser perfeita: o pai era professor de uma universidade renomada e a mãe cuidava dele e seu irmão mais novo. Porém, a predisposição do pai ao alcoolismo e à depressão, juntamente com a fraqueza mental da mãe (que foi internada diversas vezes em sanatórios) e a incompreensão de  ambos do porquê o filho agia de modo estranho fez de sua vida um inferno sem fim até que ele completou 17 anos e saiu de casa.

Assim como muitos autistas e portadores de Asperger, a falta de tato social era compensada com uma genialidade incrível no campo da ciência. John tinha extrema facilidade com eletrônica, tendo trabalhado no laboratório da universidade que seu pai lecionava desde criança consertando aparelhos eletrônicos. Apesar deste dom, John preferiu não se graduar na faculdade, mal tendo terminado o ensino médio com notas medianas. Porém, essa habilidade o possibilitou sair de casa, voltando seu dom para a música, onde foi capaz de produzir efeitos sonoros e visuais de guitarra e amplificação, trabalhando e viajando com bandas como Kiss e Pink Floyd.

Além destas experiências incríveis trabalhando e sendo reconhecido por bandas renomadíssimas do rock, John também conta fatos cotidianos praticamente desde que ele possui memória. Ao contar ele se lembra, sente novamente e nos faz sentir como era difícil ser incompreendido. Ele, assim como a maioria dos portadores de Asperger sabe que age de modo estranho e gostaria muito de agir de modo dito normal, porém não consegue, simplesmente não sabe como.

Ao longo da sua vida o autor foi observando e repetindo o que era considerado socialmente aceitável até que um amigo psiquiatra, observando hábitos peculiares como o amor exacerbado por máquinas e o fato de John não olhar nos olhos de quem conversa, o diagnostica já aos 40 anos. A partir de então, John, que já se esforçava para levar uma vida normal com esposa, filhos, emprego estável e amizades duradouras, começou a ter ciência e a compreender seu comportamento, escrevendo sua biografia ao final dessa jornada de autoconhecimento.

3 comentários:

Carol Jardim disse... [Responder comentário]

Estranho, Raquel, não tinha lido essa resenha antes! o.O Amey a história e a capa. Adoro biografias. Vai entrar para a minha listinha! =B

Carol Jardim disse... [Responder comentário]

Ah ta, acabei de ver que eu não li porque é nova! ahhaahah (duh)

Isolda Herculano disse... [Responder comentário]

Oi! Você não me conhece, mas vi uma resenha sua sobre o livro Olhe Nos Meus Olhos, de John Elder Robison, que tem síndrome de Asperger, e estou interessadíssima nesse título já algum tempo, porém, não o encontro de forma alguma. Você ainda o tem? Tem interesse em emprestar ou vender? Obrigada.

Postar um comentário

O blog continua com a sua opinião.

Já conhecia o livro? O que achou dele?

Não tinha ouvido falar desse título ainda? Deu vontade de ler, certo?

Deixe seu comentário, isso faz o blog viver!

____________________________________________

Queremos uma interação maior com nossos leitores, por isso não aceitamos mais comentários anônimos.

Clique em increver-se por e-mail, assim será avisado sempre que um comentário for deixado na postagem. Uma pode ser a resposta para você.

Se quiser entrar em contato de maneira mais rápida, vá ao nosso Formulário de Contato.

Para parcerias leia aqui antes.