PROCURE SOBRE UMA HISTÓRIA:

Barra horizontal

domingo, 2 de janeiro de 2011

Aprendiz de cozinheiro - Bob Spitz

Antes de começar a julgar o livro pelo tema, guarde um tempinho para ler a sinopse e saber um pouco mais sobre o autor de "Aprendiz de cozinheiro", Bob Spitz. Jornalista de publicações americanas de grandes nomes, como o New York Times e a Esquire, Bob Spitz escreveu a biografia "Os Beatles" antes de entrar para o mundo da culinária, livro que virou best-seller do autor. Além de ter ficado conhecido como jornalista de música, o autor é guitarrista e também escreveu "Dylan: uma biografia", mas agora aparece em um livro carregando uma galinha e um batedor de ovos.

No mesmo estilo "Comer, rezar, amar" e tantos outros, parece que os americanos finalmente descobriram que talvez seja mais divertido gastar dinheiro aproveitando as coisas boas que o mundo tem a oferecer do que deitado na cadeira do analista. Pelo menos eu imagino que tenha sido isso o que fez Elizabeth Gilbert (de "Comer, rezar, amar") sumir no mundo por tantos meses e Bob Spitz fugir para a França e a Itália.

Nos dois casos, os escritores fogem de algumas desilusões, entre elas dois divórcios tempestuosos, tomando refúgio na comida. Enquanto Elisabeth só comeu o livro inteiro, Bob fez uma peregrinação em escolas de gastronomia e restaurantes na França e na Itália para aprimorar as suas técnicas de cozinha, que não eram tão boas assim. Ele passa por restaurantes famosos que o colocam de lado descascando vagens como trabalho escravo, grandes escolas de culinária e pegadinhas de turista, trabalhando muito e fugindo de algumas lembranças que o esperavam nos Estados Unidos, além de aprender a decapitar coelhos bonitinhos para fazer pratos maravilhosos.

Conforme aprende receitas típicas dos dois países e apanha para preparar pratos teoricamente simples como uma omelete, deixa à nossa disposição as receitas que foi aprendendo no caminho. Em comum entre os dois livros, além do tom autobiográfico e as reclamações e sarcasmos, está também a fome que você vai sentir ao ler "Aprendiz de cozinheiro". Cada ingrediente, cada sabor e cada textura são descritos em mínimos detalhes, assim como fez também Julia Child, em "Minha vida na França". Primeiro a vontade de comer, depois a vontade de comprar a primeira passagem para a Europa. "Aprendiz de cozinheiro" não deve ser tomado como um livro feito para um público específico, porque é muito mais uma biografia e um ode ao turismo e à boa mesa do que um manual para quem gosta de cozinhar!

2 comentários:

Raquel Linhares disse... [Responder comentário]

Quase comprei de presente de Natal pra minha irmã. Mas achei que poderia ter soado como uma crítica. hahahahaha

Elisandra disse... [Responder comentário]

Gostei tanto do título, quanto da capa, e depois de ler sua resenha com certeza gostaria de te-lo na minha estante. obrigado pela dica...beijoaks elis!!!!!!

Postar um comentário

O blog continua com a sua opinião.

Já conhecia o livro? O que achou dele?

Não tinha ouvido falar desse título ainda? Deu vontade de ler, certo?

Deixe seu comentário, isso faz o blog viver!

____________________________________________

Queremos uma interação maior com nossos leitores, por isso não aceitamos mais comentários anônimos.

Clique em increver-se por e-mail, assim será avisado sempre que um comentário for deixado na postagem. Uma pode ser a resposta para você.

Se quiser entrar em contato de maneira mais rápida, vá ao nosso Formulário de Contato.

Para parcerias leia aqui antes.